Novembro, 2007 | www.abreti.org.br    
  Polícia investiga invasões em navios

Fonte: Jornal do Commercio/RJ – 13/11
 
  Esqueça as pernas-de-pau e os ganchos na mão. Os piratas que este ano já realizaram nove invasões a navios atracados na barra do Porto de Santos usam capuzes. Sem deixar cordas ou outras pistas, a maneira como o grupo entra nas embarcações ainda é uma incógnita para a Polícia Federal, mas é certo que eles chegam em pequenos barcos e usam serras e alicates para abrir contêineres em incursões entre as duas e três horas da madrugada.

Os grupos vão atrás das mercadorias transportadas, mas, segundo a polícia, não possuem informações privilegiadas ou compradores para um produto específico e abrem os contêineres aleatoriamente. Na quarta-feira passada, oito homens que invadiram o navio HS Chopin, arrombaram 30 contêineres e, por enquanto, não se sabe o que foi roubado, pois parte da carga só será vistoriada quando o desembaraço aduaneiro for feito, seja em Santos ou em Buenos Aires e Montevidéu, para onde a mercadoria seguiu. Foi a terceira invasão em 15 dias. Segundo o Sindicato das Agências de Navegação Marítima do Estado, os prejuízos causados pelos piratas são incalculáveis.
 
 
 
 
Rua Tenente Gomes Ribeiro, 212 - Conj. 41 - Vila Mariana - São Paulo - SP - CEP 04038-040
abreti@abreti.org.br - www.abreti.org.br - Tel./Fax: 11 5084.6439