Novembro, 2007 | www.abreti.org.br    
  Brasil precisa exportar bens com valor agregado

Fonte: Tribuna do Norte - RN - 01/11/07
 
  O Brasil terá de incrementar sua produtividade e exportar bens de maior valor agregado para compensar os efeitos da valorização do real. O alerta é do secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Angel Gurría. O diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, também voltou a manifestar preocupação com os efeitos do dólar sobre o real.

"Sobre o dólar canadense, o real brasileiro, há moedas sobre as quais nos interrogamos", disse. "Algumas moedas como o real, dólar canadense, estão tendo sobre os ombros um maior peso", disse, repetindo o recado dado durante a reunião anual dos ministros das Finanças e Bancos centrais do G-20 (grupo das 20 principais economias). Tanto o representante da OCDE, FMI como o presidente do Banco Mundial, Roberto Zoellick, participaram hoje de um evento na Organização Mundial do Comércio (OMC) sobre como ajudar os países mais pobres a tirar proveito do comércio. O dólar e a situação de turbulência não deixaram de fazer parte dos debates.
 
 
 
 
Rua Tenente Gomes Ribeiro, 212 - Conj. 41 - Vila Mariana - São Paulo - SP - CEP 04038-040
abreti@abreti.org.br - www.abreti.org.br - Tel./Fax: 11 5084.6439