Caso você não esteja visualizando, acesse este link
Junho, 2008 | www.abreti.org.br    
  Cabotagem vai crescer com isenção de Cofins

Fonte: Gazeta Mercantil - 03/06/2008
 
 

Com o petróleo custando US$ 130 o barril, a isenção de Pis/Cofins para a navegação vai estimular e muito a cabotagem no País. A opinião é do diretor-presidente da Log-In Intermodal, Mauro Dias.

De acordo com ele, a linha para Manaus, prevista para estrear em julho, será beneficiado pela isenção de 9,25% no preço do bunker. "Assim poderemos competir com o frete de caminhão e não perder dinheiro com os custos altos do combustível", afirmou o executivo.

A Log-In programou para este ano um consumo de 36 mil toneladas de bunker. "Ainda não
fazemos hedeg para o combustível, mas estamos avaliando se o preço do petróleo continuar crescendo desse modo. Temos que ver o comportamento do mercado", ressaltou Dias. As despesas com combustível passou de 9,5% no primeiro trimestre de 2007 para 14,5% no primeiro trimestre deste ano.

Outra ação que poderá reduzir os custos com o frete de terceiros em até 10% é o contrato com a Repom, que gerencia fretes no modal rodoviário. Operação que a Log-In atua com caminhões próprios desde o início do ano.

Construção dos navios

Dias adiantou que os cinco navios que foram contratados ao estaleiro Eisa estão com o cronograma em dia. "Estamos indo bem, ainda temos 1,5 mil toneladas de aço para ser utilizado.

Por enquanto não fizemos a segunda tomada de preços para a compra da matéria-prima. Isso deve ocorrer em julho", disse Dias.

O primeiro navio entrará em operação em 2010 e o último será entregue em 2013. Atualmente a empresa conta com cinco navios afretados da Frota Oceânica até 2013, com opção de compra ao fim do contrato.

Segundo ele, até agora a Log-In gastou R$ 45 milhões na construção dos navios. O Fundo da Marinha Mercante (FMM) aprovou, em setembro, prioridade à Log-In para o financiamento de 90% do valor da construção das embarcações. O investimento total é de cerca de R$ 700 milhões.

"Estamos aguardando a liberação dos recursos pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social)", ressaltou.

O BNDES foi o agente financeiro que assinou contrato para o financiamento da construção dos no Estaleiro Ilha – EISA. O valor total do financiamento será de R$ 625,2 milhões, com recursos do Fundo da Marinha Mercante (FMM).

Pelo contrato, cerca de 72% dos recursos serão corrigidos através da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) e os 28% restantes, serão corrigidos pela variação cambial do dólar. Ambos serão acrescidos de 3% ao ano e poderão sofrer redução de 0,5%, desde que seja atingido nível mínimo de nacionalização de 60%, conforme previsto no projeto de construção. O prazo desta operação é de até 276 meses.

 
 
 
 
Rua Tenente Gomes Ribeiro, 212 - Conj. 41 - Vila Mariana - São Paulo - SP - CEP 04038-040
abreti@abreti.org.br - www.abreti.org.br - Tel./Fax: 11 5084.6439
 

Caso você não deseje mais receber nossa newsletter, clique aqui, ou envie um e-mail para
abreti@abreti.org.br com o assunto REMOVER. Seu e-mail será retirado da nossa base em até 5 dias úteis.
© 2007 ABRETI. Todos os direitos reservados. All rights reserved.