Agosto, 2008 | www.abreti.org.br    
  Custo do transporte é o maior gargalo,
dizem exportadores


Fonte: Jornal DCI - 19/08/2008
 
 

O elevado custo do transporte, motivado por um "grave" problema na infra-estrutura brasileira, foi o maior empecilho apontado por exportadores de diferentes segmentos para a perda de competitividade do comércio exterior do País. A análise faz parte da pesquisa "Competitividade Brasileira nas Exportações", elaborada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O levantamento, que contou com 247 questionários respondidos por empresas exportadoras, identificou 53 gargalos divididos em 11 fatores de concentração. Em cada um dos assuntos, o empresário poderia indicar um número de 1 a 5 para ilustrar os problemas que afetam a competitividade, sendo que 1 indicava (Sem impacto) e 5 (Impacto crítico).

O custo do transporte registrou pontuação de 4,23. Em segundo lugar aparecem as tarifas cobradas pelas administradoras portuárias e aeroportuárias com pontuação de 4,21, seguido pela alta taxa de juros com 3,96. Em terceiro aparece a ineficiência do governo no trato de barreiras internacionais, com 3,91, e a falta de incentivo a fornecedores de insumos com 3,78. A baixa eficiência de portos ganhou avaliação de 3,75, seguido pela falta de capacidade das empresas em oferecer preços competitivos no mercado (3,73). O excesso de leis (3,70) e tributos (3,65), além da situação precária das rodovias (3,63), completam os gargalos.

 
 
 
 
Rua Tenente Gomes Ribeiro, 212 - Conj. 41 - Vila Mariana - São Paulo - SP - CEP 04038-040
abreti@abreti.org.br - www.abreti.org.br - Tel./Fax: 11 5084.6439